PARTE 4

Parte IV A DERROTA

“É isso, e pronto”

Geisel se preparou para a eleição de 1974 com serenidade de vitorioso. A “Arena não pode baixar a votação…”. Situações : Manter o Arena no Congresso ou repetir a votação atingida por Médici. Quércia reestruturou o MDB paulista, valendo-se de bases oposicionistas e os descontentes com o ARENA

A autonomia sepultada

A derrota do partido Arena  culminou com o sepultamento do projeto autônomo de distensão.  Após a derrota, a divisão do  regime se deu  de maneira irremediável.

Geisel: “Não considero eleição um julgamento. É uma reação. O eleitorado é muito despreparado e não se informa. Não entende de governo.(…) Eu tenho a consciência muito tranqüila de que fiz tudo o que era possível fazer nestes oito meses. Tenho trabalhado como um burro.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s